Seguro viagem: como funciona? Quanto custa? Vale a pena? Descubra!

Banner Localiza

Viajar é bom e todo mundo gosta, mas viajar com tranquilidade é melhor ainda. Ao planejar uma viagem, pensamos nas passagens, na hospedagem, nos pontos turísticos, nas compras… Mas e o seguro viagem? Ele é necessário ou dispensável?

Neste artigo, vamos ajudar você a se preparar melhor para a sua próxima aventura, te contando tudo sobre o seguro viagem e respondendo algumas dúvidas comuns sobre este tema.

Neste texto você vai encontrar:

 

O que é o seguro viagem?

Já pensou sobre o que aconteceria caso você quebrasse um braço e estivesse em um país sem um sistema público de saúde? Se isso nunca passou pela sua cabeça, já te adiantamos a resposta: além da dor no braço você certamente sentiria a dor de bolso! 

Afinal de contas, os custos da saúde em outros países costumam ser muito altos… E é justamente nessa hora que o seguro viagem entra em cena, já que ele evita que você passe apertos caso ocorra alguma emergência durante alguma viagem. 

Além disso, o seguro viagem também é útil para garantir que você receba um pagamento (indenização) caso seu voo atrase, seja cancelado ou se sua bagagem for extraviada. 

Esse seguro pode ser contratado para viagens a lazer, negócios, intercâmbios e estudo no exterior, por exemplo.

Resumindo: 

O que é Seguro viagem Serviço de proteção para situações inesperadas que acontecem durante viagens
O que o seguro viagem cobre A cobertura do seguro viagem varia conforme o plano de seguro e a empresa que você escolher. Porém, é obrigatório que cubra: 

  • Despesas médicas, odontológicas e hospitalares;
  • Transporte do corpo para o país/estado de origem em caso de falecimento;
  • A volta para o país/estado de origem por questões de saúde, como doenças graves;
  • Gastos relacionados à morte em viagem, acidental ou não;
  • Em caso de acidente de viagem, cobre invalidez total ou temporária.
Quais são as formas de contratar um seguro viagem? Existem duas formas principais: 

  1. Usando o seguro embutido no cartão de crédito;
  2. Através de uma seguradora (empresa de seguros);
O que influencia o preço do seguro viagem Destino da viagem, Duração da viagem, Idade do viajante, cobertura do plano de seguro, qual a seguradora que você vai escolher

LEIA TAMBÉM”:  Já pensou em ter um carro e não precisar se preocupar com seguro? Então conheça o carro por assinatura !

QUERO ASSINAR O MEOO COM DESCONTO! 

 

Como o seguro viagem funciona?

Na prática, depois de contratar o seguro viagem ele funciona cobrindo despesas médicas e hospitalares, cancelamento de viagem, atraso de voo e perda ou roubo de bagagem, por exemplo. 

Quanto maior o número de eventos que o seguro cobre, mais caro é o preço que você vai precisar pagar. 

Para adquirir um seguro viagem, você procura uma empresa de seguros (seguradora) ou a sua agência bancária, já que muitas vezes é possível contratar o seguro de viagem que está embutido no cartão de crédito

Ao contratar o seguro você recebe um documento que especifica as coberturas, os limites de indenização, os procedimentos de acionamento do seguro e os contatos de emergência. Esse contrato é chamado de apólice, e é super importante tê-lo em mãos quando for viajar, para não ser pego de surpresa na hora de “descobrir” o que seu seguro cobre. 

Se ocorrer algum imprevisto durante a viagem que esteja coberto pelo seguro, você deve entrar em contato com a seguradora ou seguir as instruções contidas na apólice para acionar o seguro. Geralmente, existem números de telefone de atendimento 24 horas para emergências.

Dependendo do tipo de cobertura e das condições do contrato, você pode ter que pagar antes as despesas médicas ou outros serviços e, depois, pedir o reembolso à seguradora. Logo, é importante guardar todos os recibos e documentos que comprovem as despesas realizadas.

 

O que cobre o Seguro Viagem?

Bem, segundo a Susep (Superintendência de Seguros Privados), todo seguro viagem deve cobrir:

  • Despesas médicas, odontológicas e hospitalares;
  • Transporte do corpo para o país/estado de origem em caso de falecimento;
  • A volta para o país/estado de origem por questões de saúde, como doenças graves;
  • Gastos relacionados à morte em viagem, acidental ou não;
  • Em caso de acidente de viagem, cobre invalidez total ou temporária.

Porém, vale lembrar que essas são as coberturas obrigatórias de um seguro viagem. Logo, existem planos de seguro que apresentam coberturas maiores, como para casos de bagagem extraviada e cancelamento ou antecipação de voo.

Sendo assim, imagine que você encontrou um plano de seguro viagem que atende às suas necessidades, tem um preço bom, mas não cobre o extravio da sua bagagem. Porém essa é uma cobertura que você não abre mão…

Nesse caso, tente personalizar o plano encontrado, incluindo a cobertura de extravio de bagagem. E, se não for possível, busque outras opções no mercado, porque, com certeza, alguma irá te atender!

 

Quais empresas oferecem e como contratar?

Algumas empresas que oferecem o seguro de viagem são: 

  • Affinity Seguro Viagem;
  • Allianz Travel;
  • Assist Card;
  • Ciclic;
  • Coris Seguro Viagem;
  • GTA Seguro Viagem;
  • Intermac Assistance;
  • Porto Seguro;
  • SulAmérica;
  • Universal Assistance.

Para você contratar o seu seguro, você pode entrar no site de cada uma das empresas citadas acima e fazer uma simulação. Além disso, existem algumas plataformas que facilitam o processo (como a Seguros Promo), pois você dá as informações sobre a sua viagem e recebe como resultado uma série de propostas de seguro viagem de diferentes seguradoras.

 

Seguro de viagem é obrigatório?

Depende do destino da viagem. 

O seguro viagem é obrigatório em alguns lugares, pois ele oferece uma proteção tanto para o viajante que estará coberto em caso de imprevistos quanto para o país que não precisará arcar com eventuais gastos emergenciais com estrangeiros.

Além disso, alguns países possuem requerimentos específicos para o seguro viagem internacional. Como o Espaço Schengen, na Europa, onde um seguro que tenha assistência médica de, pelo menos, 30 mil euros é exigido.

Para ficar mais claro, confira nossa tabela: 

Países em que o seguro viagem é obrigatório para turistas brasileiros Lugares em que o seguro viagem não é obrigatório
Irã, Lituânia, Jordânia, Islândia, Romênia, Tailândia, Polônia, Bulgária, Letônia, Namíbia, Equador, Grécia, Suécia, Omã, Turcomenistão, Finlândia, Argentina, Paraguai, Croácia, Estônia, Chipre, Cuba, Dinamarca, República Eslovaca, Colômbia, Israel, Áustria, República Tcheca, Alemanha, Malta, Suíça, Bolívia, Canadá, Coreia do Sul, Bélgica, Holanda, Rússia, Ucrânia, Egito, Hungria, Eslovênia, Costa Rica, Chile, Liechtenstein, Líbano, Irlanda, Suriname, Brasil, Reino Unido. Estados Unidos, Chile, Reino Unido, Japão, Nova Zelândia, Austrália, Alemanha, França, Espanha, Itália, Suíça, Áustria, Suécia, Noruega, Dinamarca, Bélgica

Porém, vale lembrar que o que trouxemos aqui são exemplos. Então, se seu destino é algum país que não está na lista, o ideal é que você procure (no google mesmo) para se certificar se o seguro é ou não obrigatório. 

Além disso, existem países onde o custo da saúde é muito alto. Alguns exemplos são EUA e Japão. Nesses casos, mesmo que não seja obrigatório, é recomendável você considerar um seguro viagem, caso não queira passar por aperto. 

 

No Brasil, seguro viagem é obrigatório?

Para que estrangeiros venham ao Brasil ou para que você viaje e conheça os quatro cantos do seu país, o seguro viagem não é obrigatório.

Entretanto, é bom ter em mente dois fatores:

  • Muitos planos de saúde têm coberturas regionais. Ou seja, se você é de Belo Horizonte e o seu plano cobre somente a região Sudeste, ao viajar para o Nordeste, você não terá a proteção do seu plano de saúde. Sendo assim, se você precisar de algum socorro médico, terá que recorrer ao SUS ou a um atendimento particular.
  • Os seguros de viagem podem garantir muito mais do que apenas cobertura com despesas médicas. Logo, se você não quer se preocupar com voos cancelados e extravio de bagagens, o seguro viagem é uma via para conseguir isso. 

Logo, sendo obrigatório ou não, o seguro viagem é uma proteção a mais para que você possa curtir as férias ou fazer uma viagem à trabalho sem perrengue.

Quanto custa o seguro viagem?

Agora sim vamos falar de preços!

O valor do seguro viagem nacional varia entre R$4,00 e R$45,00 por dia, dependendo das coberturas. Já quando se trata do seguro viagem internacional, os valores costumam variar de R$13,00 até R$200,00 por dia, dependendo da cobertura.

Veja alguns valores abaixo, sabendo que para as simulações consideramos:

  • Viagem com 15 dias de duração, 17/07/2023 até 31/07/2023;
  • 1 passageiro com 25 anos;
  • Destino: Estados Unidos;
  • Não será praticado esportes de aventura na viagem;
  • Motocicletas não serão utilizadas na viagem;

 

Empresa Plano mais barato Plano mais caro 
seguro viagem R$377,03 ou 12x sem juros de R$31,41 R$821,27 à vista ou 12x sem juros de R$68,43
seguro viagem R$454,63 à vista ou 6x sem juros de R$75,77 R$1.221,07 à vista ou 6x sem juros de R$203,51
seguro viagem R$405,88 ou 12x sem juros de R$33,82 R$582,35 ou 12x sem juros de R$48,53
R$326,93 À vista ou 6x sem juros de R$54,49 R$724,00 à vista ou 6x sem juros de R$120,67
R$319,25 ou 6x sem juros R$810,95 ou 6x sem juros

O que muda de um plano para o outro?

Um dos fatores que faz com que os preços dos planos de uma mesma seguradora sejam diferentes são as coberturas de cada um. Por exemplo, veja as coberturas principais do plano mais barato e do plano mais caro oferecido pela Assist Card:

seguro viagem
Plano mais barato Assist Card

Ou seja, traduzindo o “segurês”, em um plano mais barato (de R$454,63) você tem acesso a:

  • Cobertura médica para COVID 19 no valor de até 30.000 dólares; 
  • Traslado médico (transporte de uma pessoa do local onde ocorreu uma emergência médica para um hospital ou centro médico) em valores de até 3.000 dólares;
  • Regresso sanitário (transporte de uma pessoa de volta ao seu país caso ela precise de tratamentos médicos) em até 30.000 dólares 
  • 1 ano grátis de seguro para acidentes pessoais; 

Já o plano mais robusto do Assist Card oferece: 

Tipo de evento Valor máximo de indenização (qual o valor máximo que você pode receber caso aconteça o evento)
Cobertura médica para COVID 19 30.000 dólares
Proteção para bagagens de mãos 500 dólares
Seguro para Pet (proteção ao animal de estimação durante a viagem) 200 dólares
Cobertura para casos de cancelamentos de viagens 2.000 dólares
Indenização caso aconteça atraso de até 96 horas na entrega de bagagens despachadas 2.000 dólares

Ou seja, quanto mais coberturas tiver o seu plano e quanto maior for o valor de cada cobertura, mais caro será o seu seguro viagem.

Veja outros fatores que podem alterar o preço do seu seguro viagem:

  • Destino da viagem → Países que possuem custos médicos mais altos, como EUA, Canadá, Austrália, Suíça e Japão, costumam possuir seguros viagem mais caros; 
  • Data da viagem →  Se você for fazer uma viagem durante alta temporada (como férias escolares) ou fizer uma viagem de última hora, é possível que o preço do seu seguro suba;
  • Idade do viajante → Geralmente, a medida que a idade aumenta, mais caro o valor do seguro viagem; 
  • Motivo da viagem (lazer/turismo, trabalho, intercâmbio) →  Se você vai viajar para participar de esportes radicais é possível que seu seguro seja mais caro. Ou ainda, caso tenha ido trabalhar em uma região de alto risco, por exemplo, seu seguro também deverá encarecer; 

 

Como usar meu seguro viagem?

Para te instruir a como usar o seu seguro viagem falaremos, primeiro, de como acioná-lo e, em seguida, de como utilizá-lo.

 

Como acionar o seguro?

Na sua apólice, como é chamado o contrato do seguro, terá um número de telefone disponível. Ou seja, antes de começar a aventura salve esse número no seu celular e anote em um papelzinho para deixar na carteira, afinal, na hora do apuro, ele vai te salvar! Ao ligar para o número disponível, o atendimento será feito em português.

Agora, se você perdeu o número, você pode acessar o site da seguradora. Além disso, algumas empresas de seguro já disponibilizam aplicativos de celular e contato via whatsapp, com o intuito de facilitar ainda mais o contato e a comunicação.

Lembrando que essa ligação não será cobrada, visto que as seguradoras em geral oferecem um número específico gratuito ou para o qual você pode fazer ligações a cobrar para tratar de urgências.

Então, para acionar seu seguro você tem duas opções:
1. Entrar em contato direto com a seguradora ocorre quando você tem alguma necessidade médica, liga para a seguradora e ela te passa as instruções sobre o local que você deve ir para conseguir o atendimento.

2. Depois do evento, pedir o reembolso da seguradora → essa segunda alternativa é comum em casos de emergências, ocorre quando você vai direto a um serviço médico e depois aciona a seguradora, pedindo o reembolso. É importante saber que existe a possibilidade de você não ser 100% reembolsado e essa não é a melhor opção.

 

Como acionar o seguro viagem: exemplos práticos

1. Quando você entra em contato com a seguradora

Imagine que você estava viajando nos Estados Unidos quando, de repente, escorregou numa calçada. Logo depois disso, você começou a sentir uma dor pulsante no tornozelo, de forma que não daria para esperar para consultar um médico no Brasil: você precisaria ir pro médico nos EUA. 

Felizmente, você contratou um seguro viagem. Agora, para acioná-lo você deve ligar para a seguradora, no número que tem no seu contrato (apólice).

O funcionário da seguradora fará algumas perguntas, para avaliar sua situação, entender a gravidade do caso e saber, exatamente, para onde deverá te encaminhar. 

É nesse momento que, se for necessário, será acionado uma ambulância, por exemplo. Depois, ao ser atendido, você não terá que pagar nada pois o seguro viagem irá cobrir todas as despesas.

 

2. Quando você é reembolsado pela seguradora

Agora, quando você opta pelo reembolso, a situação é um pouco diferente. No geral, você busca diretamente o atendimento de saúde, dado a situação de emergência e depois, torce para receber o reembolso. 

Porém, escolhendo pelo reembolso existem mais incertezas, já que há a possibilidade do reembolso não cobrir a totalidade dos gastos. Além disso, é importante comunicar à seguradora dentro das primeiras 24 horas depois da emergência, isso aumenta suas chances de ser reembolsado. 

Ainda assim, é sempre importante guardar os recibos, notas fiscais dos gastos e laudo médico. 

Então, atente-se aos documentos, porque, sem eles, você não será ressarcido!

O ressarcimento pode levar até 30 dias e é feito em reais. Logo, para você receba pelo que pagou, guarde os documentos necessários e veja até quando você pode solicitar o reembolso. Afinal, não adianta querer receber o dinheiro de volta se o prazo para solicitar o reembolso já tiver passado!

 

Quais documentos são necessários para receber o reembolso?

Bom, os documentos exigidos pela seguradora para você ser reembolsado dependem da situação. Veja:

Atraso de voo Cópias do seu cartão de embarque e da passagem, comprovantes caso tenha despesas com alimentação e hospedagem e declaração de confirmação do atraso pela companhia aérea.
Problemas com sua bagagem Procedimento iniciado junto à companhia para documentar o sinistro, etiqueta de bagagem fixada pela própria companhia aérea, comprovante de indenização emitido pela empresa. Nesse caso, fotos podem ser um diferencial.
Gastos com medicamentos Na maioria dos seguros há o reembolso para medicamentos receitados por médicos durante a viagem. Para ganhar o reembolso desse gasto tenha receita médica com data, hora e prescrição, notas originais do estabelecimento onde aconteceu a compra dos medicamentos.
Despesas hospitalares e médicas Laudo médico, carta com relato do segurado sobre o acontecido e recibos do pagamento.

 

Seguro viagem do cartão de crédito

Alguns cartões de crédito possuem o seguro viagem como um benefício para o cliente, ou seja, de forma gratuita. Normalmente, para ter acesso ao benefício, a compra das passagens (aéreas, de trem ou ônibus, por exemplo) deve ter sido feita utilizando o cartão de crédito.

Alguns dos cartões que oferecem esse benefício são:

Seguro viagem seguro viagem seguro viagem seguro viagem
Cartões válidos Visa Platinum,

Visa Signature,

Visa Infinite

Mastercard Black, Mastercard Platinum Elo Diners Club, Elo Nanquim Diners Club, Elo Aéreo, Elo Grafite, Elo Hotel, Elo Nanquim, Elo Nanquim Diners Club Cartão American Express®
Qual viagem cobre? internacional internacional nacional e internacional internacional
Duração do seguro até 60 dias seguidos Mastercard Black: até 60 dias seguidos

Mastercard Platinum: até 31 dias seguidos

até 90 dias seguidos  informação não encontrada

Por ser oferecido como um benefício, o funcionamento e a cobertura do seguro viagem do cartão de crédito podem sofrer alterações dependendo da bandeira do cartão. Sendo assim, busque mais informações com o seu banco ou acesse o site da sua bandeira de cartão para se certificar de todas as coberturas antes de viajar.

Então, caso a cobertura que o seu cartão de crédito oferece seja suficiente para a viagem que você irá fazer, você já estará economizando!

 

Qual a cobertura do seguro viagem dos cartões? 

A cobertura do seguro varia de empresa para empresa. Ou seja, pode ser que a Visa cubra um evento que a Mastercard não prevê, por exemplo. 

Ainda assim, para ver quais os valores máximos da cobertura de cada cartão é preciso verificar seus termos e condições. 

Porém, para exemplificar, trouxemos aqui quais as coberturas para serviços médicos de emergência internacional dos cartões Visa (Platinum, Signature e Infinity). Veja: 

  • Despesas médicas, odontológicas, de transporte e hospedagem, entre outras, em caso de acidentes ou emergências médicas
  • Acesso ao serviço de medicina online → consultas online com médicos, para casos não urgentes; 
  • Emissão gratuita do Certificado Schengen para suas viagens à Europa

 

Como acionar o seguro viagem do cartão de crédito?

Explicamos anteriormente que o seguro de viagem pode funcionar de duas formas: com a seguradora te instruindo o que fazer na hora da emergência ou através do reembolso. No caso do seguro viagem do cartão de crédito, a única opção de funcionamento é através do reembolso.

Sendo assim, atenção redobrada para não esquecer de nenhum documento que seja necessário para você receber o seu dinheiro de volta!

 

Quando seu destino for Portugal, Itália ou Cabo Verde

Conheça outra opção gratuita, que, dessa vez, não é um seguro viagem, mas sim o CDAM, Certificado de Direito à Assistência Médica. O CDAM garante que brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil possam ter acesso ao sistema de saúde público de Portugal, da Itália e de Cabo Verde.

Ou seja, se a sua viagem não é pra nenhum desses destinos, já pode ir tirando o cavalinho da chuva porque o CDAM não é pra você. Então, corra atrás das outras opções que comentamos no texto.

 

Quem pode solicitar o CDAM?

  • Cidadão brasileiro maior de 18 anos e seus dependentes;
  • Brasileiros menores de idade entram como dependentes do CPF responsável que irá acompanhar a viagem;
  • Brasileiros a partir de 16 anos podem apresentar a declaração de emancipação em caso de viagem sem o responsável;

 

Como solicitar meu CDAM?

A solicitação do CDAM só é feita digitalmente, através do site: https://www.gov.br/pt-br/servicos/obter-certificado-de-direito-a-assistencia-medica

Os documentos necessários são:

Passageiro Documentação
Brasileiro com destino a Portugal  RG, CPF, passaporte válido e comprovante de residência no Brasil.
Brasileiro com destino a Cabo Verde ou Itália RG, CPF, passaporte, comprovante de residência no Brasil e comprovante de vínculo com o INSS, que pode ser emitido pelo site do governo ou pelo app Meu INSS.
Estrangeiro residente no Brasil com destino a Portugal, Cabo Verde ou Itália CPF, passaporte, comprovante de residência no Brasil e comprovante de vínculo com o INSS.

Feita a solicitação, em até 30 dias, você receberá um link no e-mail cadastrado na solicitação. O link vai te direcionar para a página Portal de Serviços/Minhas Solicitações. Em seguida, baixe o arquivo do seu CDAM e imprima o documento.

O CDAM, também conhecido como PB4, quando o destino é Portugal, tem validade de 365 dias. 

 

Atenção!

Como o próprio nome diz, o Certificado de Direito à Assistência Médica só te garante cuidados relacionados à sua saúde! Logo, diferente de muitos seguros de viagem, viajando apenas com o CDAM você não terá coberturas relacionadas à cancelamento de voos, extravio de bagagens…

 

Seguro viagem e assistência viagem são a mesma coisa?

Sim! Desde 2016, com a  resolução 315/2014 criada pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) seguro viagem e assistência a viagem passaram a ser a mesma coisa. 

Ou seja, você pode encontrar empresas que usem os dois termos, mas, no fundo, estão falando do mesmo serviço.

 

Por fim, seguro viagem vale a pena?

Bom, diante de tudo que trouxemos aqui, podemos dizer que o seguro viagem vale a pena para quem pretende fazer viagens internacionais e não quer correr o risco de ter que gastar muito com saúde, caso aconteça algum incidente. 

Além disso, mesmo que muitos países não exijam que você contrate um seguro viagem para conseguir entrar, os custos com saúde são muito caros. Ou seja, ainda que não exista a obrigação, é muito recomendado que você contrate um seguro. 

Também, é preciso tomar muito cuidado com a modalidade de reembolso das seguradoras. Isso porquê são exigidos muito documentos para que você comprove seus gastos e, claro, existe o risco de você não ser 100% ressarcido. 

Nesse caso, vimos que existem opções gratuitas que já são uma mão na roda: o seguro viagem dos cartões de crédito ou o CDAM, se o seu destino for Portugal, Itália ou Cabo Verde.

Ainda, vimos opções de seguro de viagem com preços acessíveis e que, no fim das contas, são capazes de evitar uma baita dor de cabeça, literalmente, rs.

Então, pensando na quantidade de opções de seguros de viagem existentes, podemos dizer que levá-los em consideração na hora de planejar sua viagem vale a pena!

Gostou do assunto? Então confira nossos conteúdos relacionados!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top